TOPO #01 - BIOCOR
TOP PEQUENO #02 - VIVER BRASIL
Página inicial - Blog do PCO Paulo César Oliveira

Fernando Henrique não quer conversa com Lula


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso usou as redes sociais nesse sábado (25) para negar o interesse em conversar com a gestão Dilma Rousseff e afirmou que encontros privados poderiam parecer conchavo para salvar o “o que não deve ser salvo”. “O momento não é para a busca de aproximações com o governo, mas sim com o povo. Qualquer conversa não pública com o governo pareceria conchavo na tentativa de salvar o que não deve ser salvo”, escreveu o ex-presidente em sua página no Facebook. Segundo a Folha de S.Paulo, o ex-presidente Lula estaria interessado em se reunir com Fernando Henrique para uma conversa sobre as crises econômica e política vividas pelo país. Entre os temas do encontro estaria também a discussão envolvendo um possível processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

 

Os tucanos também não querem que ele converse

Após Fernando Henrique colocar no Twitter sua posição contrária a um diálogo fechado com Lula, líderes do PSDB no Congresso divulgaram nota, em que acusam o PT de “arrogância” e “oportunismo”. Ao comentar uma possível aproximação entre tucanos e petistas para enfrentar a crise política e econômica a nota afirma que “o oportunismo do PT não tem limites”. A nota é assinada pelos líderes do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), e na Câmara, Carlos Sampaio (SP). “Permaneceremos onde estamos.” No texto, os tucanos criticam a suposta tentativa do ex-presidente Lula da Silva de se reunir com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para frear articulações pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. Para Cunha Lima e Sampaio, o único propósito dos petistas é dividir o “ônus da crise” com a oposição. “Passaram anos estimulando a intransigência, o rancor e dividindo o país entre o “nós e eles”. Entre o governo e a oposição. Agora, sob o pretexto de uma súbita preocupação com o Brasil, dizem querer buscar o diálogo com quem antes rechaçavam. Para quê? Por que só agora?”, perguntam. Na avaliação dos parlamentares tucanos, os petistas tentam uma aproximação não para salvar o país, mas, sim, o partido. “Nunca deram ouvidos aos seguidos alertas da oposição sobre os erros anunciados e cometidos pelo governo que nos trouxeram para a grave crise em que nos encontramos (…). Não estão preocupados com o país, mas com eles mesmos”, diz a nota. “Sem nenhuma autocrítica, sem reconhecer o estelionato eleitoral a que submeteram o país, sem nenhum pedido de desculpas pela ganância, pela corrupção e pelo desrespeito aos brasileiros que tomou conta do Estado nacional, acenam à oposição com o único propósito de tentar dividir conosco o ônus da crise que eles mesmos criaram. “Para o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), a hora é de deixar a disputa política de lado. “Não dá para apostar no quanto pior, melhor”, argumentou Delcídio. “Isso nem condiz com a história do PSDB”. Com a Veja e Estadão Conteúdo.

Tags

Publicidade

Your Ad Here

Comentários

comentários

Newsletter

Tags