TOPO #01 - BIOCOR
TOP PEQUENO #02 - VIVER BRASIL
Página inicial - Blog do PCO Paulo César Oliveira

Jogo Aberto


*Preocupado com o caixa vazio, o governador Fernando Pimentel (foto) apelou para a ajuda de Temer. Sem colocar em sua agenda, ele esteve na semana passada em Brasília, segundo Lauro Jardim, de O Globo, tentando arrumar recursos. O governador alega que a União deve bilhões a Minas Geras em razão da Lei Kandir e, sem brigas, quer pelo menos uma ajuda para pagar algumas contas, especialmente o salário do funcionalismo, para não deixar o governo com a fama de mau pagador e mau administrador.

 

*A atual equipe econômica do governo vai defender junto ao futuro ministro da área, Paulo Guedes, a adoção de uma série de medidas para reduzir o déficit nas contas públicas, desamarrar o Orçamento e evitar o descumprimento da chamada “regra de ouro” das contas públicas, que impede o governo de fazer dívida para pagar despesas como salários. Uma destas medidas é restringir ou até acabar com o chamado abono salarial, benefício para quem ganha até dois salários mínimos e que custará mais de R$ 19 bilhões no ano que vem. As primeiras conversas oficiais sobre o tema entre os integrantes do atual governo e o grupo que participa da transição estão marcadas para esta semana, mas conversas informais já estão em curso.

 

*Por violação ao princípio da dignidade da pessoa humana, da razoável duração do processo e da razoabilidade, a juíza Gabriela Hardt, provável substituta de Sergio Moro nos julgamentos da “lava jato”, determinou o trancamento de inquérito aberto em 2006 e o desbloqueio dos bens de uma investigada por lavagem de dinheiro. 

 

*O inquérito foi instaurado a partir de comunicação feita pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e tinha como objeto apurar transações financeiras tidas por suspeitas.

 

*“Passados quase 12 anos desde a instauração do presente inquérito policial, e não concluída a investigação, forçoso reconhecer a presença de constrangimento ilegal como sustenta a defesa, por violação ao princípio da dignidade da pessoa humana, da razoável duração do processo e da razoabilidade”, afirmou a juíza da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Tags

Publicidade

Your Ad Here

Comentários

comentários

Newsletter

Tags