TOPO - BIOCOR
Topo pequeno
Página inicial - Blog do PCO Paulo César Oliveira

Reservatórios vazios, conta de luz mais alta


Luiz Barata

A bandeira tarifária vermelha de patamar 1 deve continuar a elevar o preço das contas de luz até o fim do período seco, em novembro, quando o volume de chuvas deve aumentar e elevar o nível dos reservatórios de hidrelétricas brasileiras. A previsão é do diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Barata (foto). A bandeira tarifária vermelha é acionada quando é preciso ligar usinas termelétricas, que produzem energia com custo maior que as hidrelétricas. “As nossas avaliações são de que, ao longo do período seco, o preço vai subir, porque cada vez mais vamos precisar das usinas térmicas. Se o lado benéfico delas é o fato de serem presumíveis e gerenciáveis e termos o controle dos combustíveis, o outro lado é serem mais caras”, disse Barata. Segundo o diretor do ONS, em novembro, os reservatórios do sudeste estarão com 20% da capacidade, e os do nordeste, possivelmente abaixo dos 10%.

 

Governo Federal pretende leiloar quatro usinas hidrelétricas em setembro

O Ministério de Minas e Energia planeja leiloar no segundo semestre, quatro usinas hidrelétricas que estavam concedidas e retornaram ao controle do governo federal após o vencimento dos contratos. São elas as usinas de Miranda, São Simão, Jaguará e Volta Grande. O anúncio foi feito nessa quarta-feira pelo ministro Fernando Coelho Filho, após discursar na abertura do Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico (Enase). A intenção do ministério é fazer o leilão em setembro e a previsão é que ele renda aos cofres da União entre R$ 10 bilhões e R$ 11 bilhões. As usinas de Jaguará, Miranda e São Simão estavam concedidas à Cemig, que chegou a manter o controle sobre elas por meio de liminar após o término do contrato. A decisão foi revogada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Segundo o ministro Fernando Coelho Filho, o governo de Minas e a Cemig já teriam sido comunicadas da decisão e o pagamento ao governo também deve ocorrer no segundo semestre deste ano e já estava previsto no orçamento.

Tags

Publicidade

INSTITUCIONAL VIVER BRASIL POSIÇÃO 16

Comentários

comentários

Newsletter

Tags