TOPO #01 - BIOCOR
TOP PEQUENO #02 - VIVER BRASIL
Página inicial - Blog do PCO Paulo César Oliveira

Talento e união nos 65 anos do Buffet Catharina


Poucas empresas familiares conseguem sobreviver ao tempo, às brigas, jogo de interesses e, no caso do Brasil, a sucessivas crises políticas e econômicas. Mas algumas sobrevivem, se reinventam, se adaptam às mudanças. Esse é o caso do Buffet Catharina, que está completando 65 anos. Uma história recheada de sabores, da força de vontade e do talento de uma mulher que, em 1953, iniciou a sua trajetória, herdada por seus quatro filhos que, segundo Virgínia Menezes (foto), diretora Comercial e de Marketing do Grupo Catharina, continuam contando essa história de sucesso.

 

O Buffet Catharina completa 65 anos. Como tudo começou?

Nós carregamos o legado da nossa mãe. O nosso negócio foi fundado por ela em 1953. Nós somos quatro filhos e neste ano o Buffet Catharina está completando 65 anos. Ela começou indo nas casas das pessoas, passava a semana nas casas fazendo as festas, organizando o evento. Ela comprava as coisas, os ingredientes e ia para a casa das pessoas. Com a demanda, ela começou a fazer na casa dela e entregava as encomendas de doces e salgadinhos. A demanda foi crescendo. Além disso, ela trabalhou à frente da cozinha do ex-governador Magalhães Pinto, no Palácio da Liberdade, para dona Berenice e foi ali onde realmente tudo começou. Ela passou a ser a chefe principal da cozinha e foi a partir daí que teve a ideia de abrir um negócio. Ela passou a trabalhar três vezes na semana na cozinha do Palácio e o resto da semana fazia as encomendas e foi assim que as coisas começaram a acontecer. Nós crescemos no meio disso tudo. Nós somos quatro irmãos e todos nós trabalhamos no negócio. O Sérgio é o diretor geral e financeiro, a Cristiane é a nossa chef, e está inclusive no Le Cordon Bleu em São Paulo fazendo mais uma especialização. A Simara é chefe de RH, de qualidade e gestão de pessoas. Eu sou da parte comercial e do marketing e estamos todos trabalhando lá. Neste ano nós também estamos comemorando 25 anos de outro negócio, que é o nosso espaço, o salão de festas.

 

Uma das coisas mais difíceis, não só no Brasil, como no mundo, é uma empresa familiar dar certo. Qual é a fórmula?

Eu acho que a fórmula é nos darmos muito certo. É uma vida toda. O respeito está acima de tudo e isso nós aprendemos com a nossa mãe. Somos pessoas diferentes, claro, mas sempre em busca de fazer o que for melhor para o cliente. A nossa prioridade é saber o que é melhor para o cliente, de dar certo para o cliente e para nós, para não haver desgaste entre nós. Somos realmente privilegiados por darmos muito certo juntos.

 

Nesses 65 anos a empresa passou por várias crises. Como o Buffet Catharina passou por todas elas e esta agora, que afetou todo o país?

Nós atravessamos muitas crises. Nós pensamos em construir o salão de festas, que completa 25 anos, inúmeras vezes. Nós tivemos dinheiro apreendido no governo Collor, tinha a inflação que corroia o dinheiro. Nós recebíamos e tínhamos que depositar no mesmo dia para não perder dinheiro. Cada período tinha a sua dificuldade. Agora, o problema é a corrupção, uma coisa que ficou formalizada. O desafio é que o poder de compra do brasileiro vem diminuindo. As pessoas, no entanto, não deixam de comemorar, essa é uma realidade, mas agora receosos, e por isso, se fossem gastar x, agora gastam y, porque ninguém sabe o que vai acontecer mais a frente, principalmente pelo fato deste ser um ano eleitoral. Além disso, o ano foi de Copa do Mundo e quem é empresário sabe que é um ano mais difícil, porque a Copa para muitos negócios. Existe também uma insegurança no ar e por isso as pessoas comemoram, mas com os pés no chão devido as incertezas no país. Acredito que virando esta página, em um momento sem esse cunho esquerdista, se der tudo certo, irão acontecer novos negócios.

 

Essas duas datas: 65 anos do Buffet Catharina e 25 anos do Salão de Festas serão comemoradas?

Estamos em um momento de renovação, de reinventar, de novos tempos, de novos momentos, de renovar nossa marca. Daqui a um mês nós vamos lançar a nova marca. A nossa irmã Cristiane está em São Paulo fazendo a renovação da nossa culinária, da nossa gastronomia para termos um produto diferenciado para o nosso cliente. É um desafio. Ela está morando fora para isto e é um ganho para o nosso negócio. Quando se sai da zona de conforto se muda muita coisa. Além disso, estamos reestruturando o nosso negócio, segmentando o que nós fazemos. O grupo Catharina tem o Buffet Catharina, que está completando 65 anos, tem o Espaço Catharina, que está fazendo 25 anos, e nós estamos com o Catharina Gastrô, estamos com a lanchonete da paróquia Nossa Senhora Rainha e temos pretensão de ter outros negócios em relação a esse serviço rápido de lanche, de almoço. O Catharina Gastrô vai trabalhar com encomendas. Se a pessoa vai receber seis pessoas em casa, pode encomendar, por exemplo, um cordeiro com molho de hortelã, arroz de grãos e não vai precisar contratar um buffet. Ela recebe tudo pronto em casa. São projetos novos, que nós estamos coroando com esse momento de comemoração dos 65 anos do Buffet Catharina e dos 25 anos do Salão de Festas. Tem coisa nova chegando agora, nesse segundo semestre.

 

Qual a grande marca do Grupo Catharina?

O que não tem igual é o amor que nós temos pelo nosso negócio. A nossa turma ama o que faz e tem tradição, seriedade, comprometimento e sempre em busca da contemporaneidade. Se reinventar a cada fase, a cada ano e trazer o que renova para o nosso negócio, porque ninguém fica tanto tempo no mercado sem estar o tempo todo se renovando. É um desafio grande.

Tags

Publicidade

Your Ad Here

Comentários

comentários

Newsletter

Tags