TOPO #01 - BIOCOR
TOP PEQUENO #02 - VIVER BRASIL
Página inicial - Blog do PCO Paulo César Oliveira

A crise é grave


A presidente Dilma Roussef, com certeza uma mulher inteligente, chegou à presidência sem “ser do ramo”, por um capricho do ex-presidente Lula, que a escolheu sucessora, vendendo a imagem de que era uma “gerentona” e que cuidaria do país como uma mãe cuida dos filhos. Com o enorme cacife eleitoral que possuía, apesar do “mensalão”, agora superado pelo “petrolão”, Lula elegeu presidente alguém que nunca disputara uma eleição. Vendeu uma imagem mas esqueceu-se de dizer que sua afilhada é uma mulher  temperamental, que em muito se assemelha ao ex-presidente Figueiredo. Este lado, Dilma demonstrou várias vezes em seu primeiro mandato. Não foram poucos os ministros que receberam  broncas públicas,  muitas vezes injustas. Não deixaram os cargos, mas não voltaram a despachar com a chefe.  Dilma nunca teve uma boa relação com os parlamentares, tarefa delegada a assessores.  Agora chegou-se a um impasse. Lula teve que desembarcar  semana passada em Brasilia, na crise, para tentar segurar o PMDB que ameaça rebelar-se. Não por razões nobres, mas por fisiologismo, como sempre. Lula já se reuniu com os senadores e deputados federais mais influentes do PMDB, tentando aplainar o terreno. Tanto é que Dilma jantou ontem no Alvorada com a liderança do PMDB. Sabe que terá dificuldades nas conversas, com Eduardo Cunha, presidente da Câmara, que é hoje o verdadeiro comandante da bancada peemedebista e de outras legendas. Michel Temer é apenas vice- presidente com um relacionamento frio com Dilma. A relação entre eles se agravou com as intrigas feitas pelo ministro Aluisio Mercadante que, para a maioria dos petistas ligados a Dilma, só sabe criar problemas para a chefe. A economia não vai bem e para complicar, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ao que dizem, não gostou do “puxão de orelhas” público que levou de Dilma no sábado. Tudo isso serve para agravar a situação.  Enfim, o momento é grave na política e na economia. Hora de muito juízo…

Tags

Publicidade

BANNER LATERAL #14 SEBRAE

Comentários

comentários

Newsletter

Tags