Logo
Blog do PCO

Para Roscoe, o crescimento do Brasil já está contratado

O setor empresarial está otimista em relação a economia brasileira e aposta que em 2020 os números serão bem melhores do que os registrados neste ano. O presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, Flávio Roscoe, (foto)entende que nem o cenário internacional nem o político irão atrapalhar nesse processo de crescimento. Os investimentos estão voltando e com eles a confiança no governo. Com tudo isso, as projeções para 2020 são bem melhores e a expectativa é a de que o desenvolvimento seja a palavra de ordem.

O ano de 2019 foi o que os empresários esperavam, com as mudanças no governo federal e em Minas?

No início do ano tínhamos uma expectativa maior do que o que realmente aconteceu. Aqui em Minas principalmente com o acidente em Brumadinho, foi um pouco frustrado, mas está terminando melhor do que as expectativas. Então, eu diria que o ano teve picos diferentes. Acredito que a expectativa agora, do final do ano, é melhor possível para 2020.

 

Foram governos com posturas e pensamentos diferentes dos anteriores tanto no cenário nacional, como em Minas Gerais, onde um empresário assumiu o governo?

Essa mudança trouxe uma expectativa muito positiva, depois tiveram os embates políticos, onde parte da expectativa foi frustrada e agora, com a agenda de reformas andando, as expectativas estão sendo recuperadas novamente. Acredito que em Minas Gerais o governo Zema já conseguiu captar boa parte da expectativa do setor privado que está muito entusiasmado com as ações do governo, acreditando no nosso estado e investindo, tanto que o número de investimentos é recorde.

 

O que tem de diferente em relação ao cenário econômico e ao governo anterior e que está atraindo os investimentos?

A economia brasileira está melhor e acho que tem alguns efeitos e não é só o governo. A conjuntura econômica, a agenda de reformas está andando, e o governo de Minas Gerais também tem agilizado uma série de iniciativas de desburocratização, de simplificação, atacando problemas que são problemas estruturais na nossa economia, que precisavam ser enfrentados. Com isso, há um otimismo na base empresarial e com certeza isso vai se refletir na economia.

 

O senhor está confiando muito na melhora da economia em 2020, por quê? O que aponta para essa melhora?

Porque será em 2020 que iremos colher, de maneira plena, a queda da taxa de juros e toda mudanças no ambiente de negócios que têm sido implementadas neste ano. Por isso estou extremamente otimista em relação a 2020.

 

O cenário internacional terá algum reflexo na economia brasileira?

O cenário internacional deve ter, mas acredito que o que vai dominar aqui no Brasil é a agenda interna e o cenário internacional vai ficar no segundo plano.

 

Ano que vem é ano eleitoral, o governo federal tem pautas importantes, o governo estadual também precisa da aprovação de projetos importantes. Tudo isso pode atrapalhar de alguma forma?

Não vejo como viés negativo para o crescimento. O crescimento, tanto em Minas quanto no Brasil, já está contratado. O que pode acontecer é que se a pauta de reformas continuar andando, nós vamos ter um crescimento ainda maior do que hoje.

 

Há uma preocupação em relação a melhoria no nível de empregos. Essa recuperação da economia também vai ajudar a diminuir o desemprego?

Com certeza, principalmente com a aprovação da MP 905, a carteira Verde Amarela, que está no Congresso Nacional e espero que os congressistas se debrucem sobre ela, porque é uma excelente oportunidade de emprego e de resgate de milhões de desempregados. Acredito muito na MP 905, e se ela entrar em vigor o número de empregos será muito superior ao atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *