TOPO #01 - BIOCOR
TOP PEQUENO #02 - VIVER BRASIL
Página inicial - Blog do PCO Paulo César Oliveira

A visão de quem movimenta nossa economia


Não foi como o empresariado projetava. O ano terminou com resultados abaixo – um pouco abaixo- das expectativas da área econômica. Isto, no entanto, não abala a confiança no 2020 que está apenas começando com sinais de crescimento econômico. Esta é a visão de Sergio Leite, presidente da Usiminas, uma das mais importantes empresas do país, que se mostra otimista com a retomada sustentável de nossa economia e comemora o sucesso do processo de recuperação da empresa que comanda.

 Esperanças renovadas para 2020

* Sergio Leite de Andrade – Presidente da Usiminas

Encerramos 2019 com resultados da economia interna abaixo das expectativas. A retomada do crescimento do país não ocorreu na velocidade e na intensidade esperados. Mais uma vez, tivemos um ano com um mercado interno deprimido no primeiro semestre – fora as turbulências no abastecimento de minério de ferro em decorrência da tragédia de Brumadinho – e um mercado externo marcado por ameaças e adoção efetiva de medidas protecionistas, tendo como pano de fundo a guerra comercial entre os maiores players mundiais: China e EUA. Num contexto em que as principais economias se fecharam, a América Latina – e o Brasil em especial – não adotaram medidas de caráter protetivo dos seus mercados, gerando grandes assimetrias. E a indústria do aço foi diretamente impactada por todos esses fatores. Nesse cenário, o Instituto Aço Brasil prevê queda de 2,3% nas vendas internas de aço em 2019 comparadas ao registrado no ano de 2018.

– Na Usiminas, tivemos resultados que, no geral, refletiram o cenário macroeconômico do país. Considerando as informações publicadas até o terceiro trimestre/19, registramos resultados trimestrais de produção estáveis e, como destaque positivo, uma elevação de 29% na produção de minério de ferro da Mineração Usiminas. Por outro lado, afora os desafios internos e externos da economia, tivemos conquistas importantes como o sucesso na gestão da dívida da companhia, com o lançamento de bonds no mercado internacional e de debêntures no mercado interno. Este fato permitiu estabelecer um novo perfil do endividamento, com alongamento dos prazos de pagamento e menores encargos financeiros, com novos upgrades na avaliação de risco da companhia.

– Nossa saúde financeira é fundamental para garantirmos a perenidade de nossas operações. O ano passado foi marcante para todos nós da Usiminas também por conquistas em outras áreas. Tivemos a oportunidade de dar importantes passos no nosso programa de Diversidade e Inclusão ao aderirmos formalmente a três iniciativas globalmente relevantes neste tema: o Weps (“Women Empowerment Principles” ou Princípios de Empoderamento das Mulheres”) da Organização das Nações Unidas, o “Fórum Empresas e Direitos LGBTI+” e o “Coalizão Empresarial para a Equidade Racial e de Gênero”. Estamos mobilizando toda a empresa em uma série de ações que a transformarão numa organização mais respeitosa, diversa e inclusiva.

– Por isso mesmo, não perdemos o otimismo e nossa capacidade de sonhar com novas realidades. Acredito firmemente que a retomada virá com mais vigor neste ano de 2020. Temos importantes sinalizações nessa direção. O Instituto Aço Brasil divulgou que o Índice de Confiança da Indústria do Aço – ICIA atingiu, no mês de novembro passado, 62,2 pontos, o maior patamar desde abril, quando começou a ser apurado. Com relação às expectativas para os próximos seis meses, o indicador atingiu 68,8 pontos, sinalizando perspectivas otimistas.

– A economia brasileira encontra-se em processo de recuperação, com vários indicadores positivos. As reformas estruturais seguem seu curso e um intenso trabalho com foco no crescimento econômico vem sendo realizado. Num cenário de maior dinamismo econômico, a Usiminas foca sua gestão em metas internas claras e objetivas, envolvendo toda a equipe. Entre elas, estarmos cada vez mais presentes em nosso mercado com produtos e serviços de qualidade – o que sempre foi a base da competitividade da Usiminas -, avançar em nossa eficiência operacional e na redução de custos. 

– Ações para gerar resultados que possam ser compartilhados com as pessoas, envolvendo nossos acionistas, clientes, comunidades e colaboradores.

– Nossos esforços para 2020 permanecem concentrados na busca de resultados sustentáveis, sempre com um olhar para a diversidade e para o desenvolvimento social e, acima de tudo, com respeito às pessoas. É neste sentido que renovamos nossas expectativas de fazermos parte de uma empresa cada vez mais cidadã e que atue, de fato, como agente do desenvolvimento social, econômico e ambiental.

Tags

Publicidade

Your Ad Here

Comentários

comentários

Newsletter

Tags