Logo
Blog do PCO

Senado não quer financiar passagens de esposas, namoradas e outras

O Presidente do Senado, Renan Calheiros, negou ontem que a Casa vá estender aos senadores o pagamento de passagens aéreas para cônjuges. ”O Senado Federal tem feito um grande esforço nos últimos dois anos para reduzir seus custos sem afetar as rotinas da Casa. Vamos prosseguir neste rumo de cortar desperdícios, eliminar privilégios e abolir redundâncias”, disse Renan. Segundo o livro Contas Abertas, que é um relatório de gestão do biênio 2013-2014, o Senado Federal conseguiu reduzir em mais de 60% as despesas com passagens e diárias nos últimos anos. Em 2010 os gastos com esse tipo de despesa chegou a R$ 16,2 milhões. Em 2013 essa rubrica consumiu R$ 5 milhões e, no ano passado, os gastos com diárias e passagens, no Senado Federal, caiu para R$ 2,8 milhões. Renan Calheiros (foto) destacou ainda, durante entrevista, que também houve redução de gastos em vários setores e ressaltou a economia registrada com a diminuição do pagamento de horas extras. Ainda de acordo com o livro Contas Abertas, em 2010 foram pagos R$ 63,7 milhões com horas extraordinárias e, agora em 2014, esse valor caiu para R$ 4,9 milhões. Uma redução de 61%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *