Logo
Blog do PCO

Alvo de críticas a reforma política segue

A reforma política, liderada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) (foto), tem sido alvo de duras críticas de partidos de esquerda, do governo, de movimentos sociais e instituições como a Igreja Católica e OAB. Foi aprovado na semana passada, o texto base do projeto que regulamenta a reforma política, tirando poder de fiscalização da Justiça Eleitoral sobre as campanhas políticas. Na avaliação de integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o texto encurta o prazo para investigar empresas ou pessoas que tenham doado a candidatos e partidos acima do limite estabelecido em lei, o que poderá inviabilizar a apuração de irregularidades. A proposta aprovada ainda reduz o valor das multas por descumprimento de regras de financiamento das campanhas e acaba com a possibilidade de suspender cotas do Fundo Partidário em caso de desaprovação das contas partidárias, principal sanção aplicada hoje pelo tribunal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *