Logo
Blog do PCO

A hora é de trabalhar

O Carnaval acabou. O último bloco, o “Unidos contra o mosquito e a favor da CPMF”  saiu com problemas em todos os quesitos. A começar pela arrumação. Se a ideia era de se arregimentar a população, trazê-la para a batalha contra o mosquito transmissor de tantas e tão graves doenças,  a escalação dos atores teve erros graves. Motivar a população é trabalho para líderes e em Minas, por exemplo, excluíram Patrus Ananias, nome forte do PT e escalaram Nelson Barbosa, da Fazenda, um ilustre desconhecido da população que mais parecia um tenor cantando o samba enredo do bloco. Resultado prático? Nenhum. Apenas fotos e imagens para televisões, com declarações vazias de que não faltarão recursos. O bloco não entusiasmou e não trará qualquer resultado. Serviu apenas para mostrar que a farra acabou e que já passou da hora de se tratar com seriedade as coisas públicas. Há um enorme trabalho a ser feito no país, exigindo a participação de todos.  De todos, não apenas do Executivo. Presidente, governadores e prefeitos não são os únicos culpados de nossas mazelas. Temos, todos nós brasileiros, de atribuir aos chefes dos Executivos todas as culpas pelos erros e todos os méritos pelos acertos. Não é bem assim. É verdade que, detendo a chave do cofre, ele manda muito. Mas não manda tudo. No limite, ele pode ser retirado da cadeira pelo Legislativo, mas não tem o poder de fechar o Legislativo. Poder ser punido pelo Judiciário, mas não pode punir o Judiciário. Por fim, lembrem-se de que não é o Executivo que tem duas férias anuais e feriados prolongados. A hora é de muito trabalho e exige a participação de todos. É hora de cobrar respostas de todos os Poderes. O Brasil está derretendo.  E não é de calor apenas. A cada dia se conhece um novo índice decepcionante da economia, da educação, da saúde, da segurança. É hora de exigir mudanças, trabalho.Antes que chegue a Semana Santa, o São João e as eleições. Aí, ninguém trabalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *