Logo
Blog do PCO

Aeroporto Internacional Belo Horizonte e o futuro

Presidente da BH Airport que administra o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, Kleber Meira (foto), revelou que o movimento no aeroporto caiu de onze milhões de passageiros em 2019 para cinco milhões no ano passado, como resultado da pandemia do novo coronavírus. A declaração foi durante o Conexão 20/221. Ele se mostrou otimista com a retomada da movimentação de passageiros em Confins e, também, com o crescimento da movimentação de carga, como consequência da consolidação do Aeroporto Industrial que assiste ao aumento da demanda por áreas por empresas interessadas em se instalarem próximas ao aeroporto. Kleber Maia disse ainda que a projeção da BH Airport é de que, em 2038, Confins deverá atender a 180 milhões de passageiros, com o aumento da oferta de voos internacionais. A diretora regional da Copa Air, Jaqueline Ledo, compartilha do otimismo quanto a recuperação do setor. Para ela, a vacinação contra a covid-19 terá influência decisivo no segundo semestre, com o aumento do número de passageiros nos voos domésticos e internacionais. Jaqueline revelou que, após um 2020 difícil, quando a companha chegou a suspender suas operações a Copa Air projeta para este ano o início de operação de voos para os Estados Unidos a partir de Confins. Ailton Ricaldoni, sócio fundador da Clamper, vinculada ao setor de energia e que é pioneira nas atividades do Aeroporto Industrial de Confins, revelou que a empresa atingiu um crescimento de 45% durante o ano de 2020, apesar das dificuldades enfrentadas com a pandemia. O empresário destacou o crescimento dos voos de carga em Confins e as vantagens do Aeroporto Industrial que considera um empreendimento vitorioso, em grande parte pela parceria da BH Airport com as empresas que utilizam o aeroporto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *