Logo
Blog do PCO

Além da queda

Não bastassem o desemprego recorde, o risco da volta da inflação e a maior retração da economia desde 1962, o Brasil deixará o ranking das dez maiores economias do mundo neste ano – provando que a pandemia, embora seja global, revela individualmente quem é quem no comando de cada nação. Pelas projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI), compiladas em um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Canadá, a Coreia do Sul e a Rússia, respectivamente, irão ultrapassar o Brasil, considerando o Produto Interno Bruto (PIB) em dólar. Com isso, o país deverá cair da 9ª para a 12ª colocação. As dificuldades de superar a pandemia, a condução do país por um fanfarrão, a forte desvalorização do real e o agravamento da crise econômica formaram uma tempestade perfeita. Ainda bem que no meio de tudo isso surge uma boa notícia: na mediana de projeções a previsão de retração do PIB cai de 5% para 4,5%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *