Logo
Blog do PCO

As formas criativas de gerar despesas

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, falou ontem que o BC buscou explicitar em sua última comunicação, que qualquer forma criativa de gerar despesas futuras será considerada um rompimento do teto de gastos e, portanto, motivará a retirada da sua orientação futura (‘forward guidance’) quanto à não elevação dos juros. Segundo Campos Neto (foto), “entendíamos que precisávamos passar também essa comunicação de que nós estamos olhando o teto, mas obviamente qualquer forma criativa de gerar mais gasto corrente, permanente, onde eu veja trajetória de piora da dívida ficando dentro do teto também, nós vamos considerar que é um rompimento do equilíbrio”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *