Logo
Blog do PCO

Exportações para a China avançam

As preocupações dos empresários brasileiros em relação as declarações que o presidente Jair Bolsonaro tem feito sobre comércio exterior, especialmente envolvendo a China é justificada pelos números. A pandemia de Covid-19 reduziu as exportações brasileiras para parceiros comerciais, como Estados Unidos, União Europeia e Argentina. Já a participação da China na balança comercial brasileira saltou de 27,8% (2019) para 33,6% (2020). De janeiro a outubro, as exportações do Brasil para o mercado chinês avançaram 11,1%. Os embarques de soja, que tinham recuado em 2019, devido à peste suína africana, cresceram 15,8% no período.

Os destaques nas exportações

Destaque também para o crescimento dos embarques de carnes bovina (87,2%) e de frango (11,8%). Em contrapartida, as exportações de petróleo e de celulose caíram 20,2% e 15,7%, respectivamente. A economia chinesa deve encerrar 2020 com crescimento do PIB de 1,9 %. Para 2021, a expectativa é de avanço de 8,2 %, segundo o FMI. A reorientação econômica da China para o consumo interno e as relações comerciais com os EUA sob a gestão do presidente Joe Biden (foto) voltarão para o centro das atenções das autoridades locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *