Logo
Blog do PCO

Polêmica em torno da cisão da Codemig

Enquanto o governo petista contesta a decisão do Tribunal de Conas do Estado de suspender o processo de cisão da Codemig, os deputados estaduais ainda não sabem como agir. O projeto está sendo analisado nas comissões técnicas e a expectativa do secretário de governo, Odair Cunha, é a de que o projeto seja votado ainda no mês de abril. O líder do governador Fernando Pimentel, Durval Ângelo (foto), também contesta a decisão do TCE, por entender que ele não tem competência para tomar tal decisão por ser um órgão auxiliar da Assembleia Legislativa. No entendimento dos conselheiros do TCE, se o Estado vender hoje 49% de participação nas atividades de nióbio pertencentes à Codemig, teria uma perda patrimonial futura em torno de R$ 22,5 bilhões, a troco de, estimam-se, R$ 3,7 a R$ 4,7 bilhões de arrecadação em 2018, para socorrer as finanças estaduais, como pretendido. O TCE deu um prazo de 15 dias para o Estado e a Codemig se manifestarem. Na Assembleia o projeto de divisão da empresa vai continuar em análise nas comissões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *