Logo
Blog do PCO

A espera da vacina

O anúncio de que a Índia liberou as exportações comerciais das vacinas de Oxford foram recebidas com alívio no Brasil. As vacinas são produzidas no Instituto Serum, o mesmo que sofreu um incêndio ontem, e o Brasil deve receber dois milhões de doses ainda hoje. O Ministério da Saúde informou que “a carga vinda da Índia será transportada em voo comercial da companhia Emirates ao aeroporto de Guarulhos e, após os trâmites alfandegários, seguirá em aeronave da Azul para o aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro”. O governo indiano havia suspendido a exportação de doses até iniciar seu próprio programa doméstico de imunização, no fim de semana passado. Para o presidente Jair Bolsonaro, a liberação da vacina da Índia foi um trabalho do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo (foto), e o cumprimentou pelas redes sociais. Mas o embarque só foi possível após mediação de empresários indo-brasileiros que fizeram um apelo ao governo de Narendra Modi.

Anvisa deve liberar mais 4,8 milhões da Coronavac

Além das 2 milhões de doses da vacina de Oxford, a diretoria da Anvisa se reúne hoje para definir sobre a liberação de mais um lote de 4,8 milhões de doses da Coronavac para uso emergencial no Brasil. Será analisada a eficácia e segurança, as boas práticas de fabricação e eventuais efeitos adversos em voluntários que testaram a vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *