Logo
Blog do PCO

Jogo Aberto

*Kátia Abreu, ruralista, ligada à União Democrática Ruralista, ex-deputada federal e ex-senadora pelo DEM, era odiada pelos petistas que a chamavam de latifundiária e reacionária. O ódio era recíproco. Kátia Abreu (foto), em 2014, mudou de partido, virou PMDB, foi reeleita senadora, virou primeira amiga de Dilma de quem ganhou o Ministério da Agricultura. Foi combatente contra o impeachment. Abraçou os petistas e se distanciou dos velhos companheiros da UDR que hoje considera reacionários. O discurso agora é de pré petista. Renan Calheiros, odiado pelos petistas desde os tempos de Collor, foi ministro da Justiça de FHC e um ativista do impeachment da ex presidente. Brigou com Temer, mesmo tendo sido escolhido por ele líder do PMDB no Senado. Virou agora primeiro amigo do PT. Ganhou afagos até de Paulo Paim, senador do Rio Grande do Sul que o chamou de “o cara”. A união do tipo Kátia Abreu e Renan Calheiros com o PT é chamada, no interior de Minas, casamento de tatu com cobra.

 

*O Plenário do Conselho Nacional de Justiça negou pedido para anular pena de demissão aplicada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso ao magistrado Ariel Rocha Soares. Ele foi condenado em dezembro de 2014 à pena de demissão em decorrência de diversas faltas funcionais, como comparecer ao Fórum de Tabaporã sob o efeito de álcool ou drogas e se ausentar injustificadamente do local de trabalho. O magistrado, que não tinha completado o período de exercício necessário ao vitaliciamento na função. Algo a reclamar?

 

*A Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Minas (ALMG) visita na manhã desta terça-feira os Aeroportos da Pampulha, na Capital, e de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A atividade, que atende a requerimento do deputado Gustavo Valadares (PSDB), está prevista para começar às 8 horas, no Aeroporto da Pampulha,seguindo depois para Confins .As visitas serão um desdobramento da audiência pública realizada no último dia 25 de abril, na ALMG, para discutir a retomada de voos comerciais com aeronaves de grande porte na Pampulha. Na ocasião, a possibilidade foi rechaçada pela maior parte dos participantes do debate.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *