Logo
Blog do PCO

Jogo Aberto

*O PSDB, o DEM e o PPS se reunirão hoje, em Brasília, para discutir a saída das siglas do governo. Hoje, a tese majoritária é a do desembarque. As lideranças querem tirar uma posição conjunta e que deixe clara a prioridade a ser adotada a partir de uma eventual renúncia de Michel Temer (PMDB): a de “manter o projeto” – o que, na prática, significa a aprovação das reformas e a preservação da política econômica. Quem dará o tom das conversas será o presidente do PDSB, Tasso Jereissati (foto), substituto de Aécio Neves, que vem segurando os “tucanos” na base governista com o argumento de que país não pode parar.

 

*Os senadores Álvaro Dias, do Paraná, e Romário, do Rio de Janeiro, acertaram filiação ao “Podemos”, novo nome do antigo Partido Trabalhista Nacional (PTN). Os dois devem assinar filiação durante evento de lançamento oficial da sigla, previsto para 1º de julho, em Brasília. O PTN não possuía representantes no Senado. Dias se filiou ao partido com a promessa de que poderá ser lançado candidato à Presidência da República pelo “Podemos” nas eleições de 2018. Já Romário, de acordo com lideranças da legenda, poderá ser candidato ao governo do Estado do Rio de Janeiro no pleito de outubro do próximo ano.

 

*Mesmo bombardeado na delação da JBS, que o acusa de ser beneficiário, junto com o PT e Dilma, de uma conta de mais de US$ 150 milhões no exterior, Lula não perde a pose e a audácia. Ontem, em evento petista, em São Bernardo do Campo, ele disse aos militantes que o partido pode dar lição de como combater a corrupção. Atribuiu aos governos do PT as condições para que a Polícia Federal e o Ministério Público agissem como têm agido agora. Então tá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *