Logo
Blog do PCO

Jogo Aberto

* Após a Polícia Federal desqualificar a colaboração premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) publicou um vídeo em seu Facebook afirmando que o relatório da PF “mostra que réu preso desesperado para reduzir a pena não pode acusar sem prova”. Em áudios entregues por Machado, havia a suspeita de que Renan, o senador Romero Jucá (RR) e o ex-presidente José Sarney tentavam barrar a Operação Lava Jato. O parlamentar falou ainda em “violação” da sua intimidade e a da sua família e afirmou que ficaram “expostos nas mídias sociais”. “Até pediram, você lembra, a minha prisão, exatamente quando eu presidia o Senado Federal e o Congresso Nacional, com dano à democracia e ao poder”, disse. O peemedebista se referia ao pedido de sua prisão feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em junho do ano passado, após a divulgação das conversas com Machado. Renan (foto) já é réu em outros processos no STF.

 

*A isenção de Imposto de Renda concedida a quem tem doença grave também deve ser estendida a aplicações em previdência privada. Não faria sentido dar o benefício fiscal para que alguém trate um problema de saúde, mas tributar investimentos previdenciários. Com esse entendimento, a 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região reconheceu o direito de um portador de câncer receber integralmente os proventos de sua aposentadoria e da previdência privada com isenção de IR. A União também foi condenada a restituir ao autor os valores pagos, corrigidos pela Selic.

 

*Com o crescente questionamento de setores do PT sobre a viabilidade da candidatura de Lula, em 2018, o partido começa a trabalhar o nome do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, como alternativa para a disputa presidencial. O prefeito, que perdeu a disputa pela reeleição ainda no primeiro turno para o “tucano” João Doria, começará a viajar pelo país fazendo palestras organizadas pelo partido. É um teste para medir a sua aceitação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *