Logo
Blog do PCO

Justiça mineira não vai mais receber armas apreendidas

Juízes e desembargadores mineiros não vão mais receber armas e munições apreendidas. A Justiça no estado concluiu que manter esses itens nos fóruns compromete a segurança e a integridade de quem circula pelos prédios forenses. A guarda e a destinação das armas passarão a ser feita pelas próprias autoridades responsáveis pelas apreensões. A exceção ficará com equipamentos relacionados a processos em andamento envolvendo crimes dolosos contra a vida. Nesses casos, continuam a ser mantidos no juízo criminal caso seja necessário exibi-los durante júris. Para o relator do tema no TJ-MG, desembargador Paulo Calmon Nogueira da Gama (foto), não há impedimento para que as autoridades policiais guardem os equipamentos, a exemplo do que já ocorre com outros materiais apreendidos, como veículos e entorpecentes, já que elas têm local adequado para armazenar as armas, o que garante mais proteção e evita eventuais ataques de criminosos para resgatar os armamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *