Logo
Blog do PCO

Mobilidade urbana é tema de pesquisa da Fecomércio

A área de Estudos Econômicos da Fecomércio MG realizou duas pesquisas com o objetivo de conhecer a opinião da população de Belo Horizonte sobre a mobilidade urbana. Os estudos revelam que o fato de o estabelecimento oferecer estacionamento próprio influencia na escolha de mais da metade (55,5%) dos consumidores. Além disso, no momento de ir às compras, 36,4% usam o carro, enquanto 26% preferem se locomover a pé, 21,5% utilizam o transporte público, e 15,4% recorrem ao táxi. O economista da Federação, Guilherme Almeida (foto), disse que “ o número de pessoas que frequentam as lojas a pé chama a atenção, quando comparamos com o estudo elaborado em 2017. O cliente tem privilegiado, cada vez mais, a praticidade e a comodidade, o que se reflete na preferência crescente pelas lojas de vizinhança em relação àquelas do hipercentro da capital mineira, região que sofre com mais dificuldades de mobilidade”. Pelo levantamento 42,4% dos empresários apontam os problemas de locomoção de pessoas, veículos e cargas como causadores de impactos negativos ao comércio. Nesse universo, o trânsito ruim gera transtornos para 91,7% dos entrevistados, seguido pela dificuldade de carga e descarga (82,1%) e o custo elevado do estacionamento (76,1%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *