Logo
Blog do PCO

Só agora eletricitários querem reagir contra normais criadas no governo Dilma que prejudicam a Cemig

O Sindicato dos Eletricitários que congrega os funcionários da Cemig, e a bancada estadual petista, depois de uma completa apatia diante das mudanças de regra no setor elétrico, promovido pelo governo Dilma, resolveu tentar reagir. Foi marcada para esta segunda-feira uma reunião para debater medidas conjuntas contra o leilão das usinas da Cemig, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a partir das 10 horas. Ainda: está sendo preparado um seminário para debater e encaminhar propostas contra a venda das quatro hidrelétricas da Cemig: Miranda, Jaguara, São Simão e Volta Grande. As quatro representam cerca de 52% da geração de energia da empresa. Além disso, uma ação popular está sendo preparada para impedir o leilão, marcado para setembro. O processo será encaminhado para o Supremo Tribunal Federal (STF), porque é lá que ocorre a discussão jurídica sobre a legalidade ou não do leilão, e se a estatal mineira deve manter o patrimônio que o governo de Temer quer privatizar, seguindo as regras impostas pelo governo Dilma (foto).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *