Logo
Blog do PCO

Agronegócio com a China pode ser prejudicado por posições da família Bolsonaro

O presidente da CNA, João Martins (foto), disse que o agronegócio brasileiro tem a expectativa de ampliar a sua atuação na Ásia.  A instituição já tem escritório em Xangai e trabalha para abrir o 2º escritório no continente, em Cingapura. Mas as posições tomadas pelo presidente Jair Bolsonaro e seus filhos preocupam os empresários do setor. Martins lembra que “o agro brasileiro exporta para mais de 170 países. Nós não devemos ter ideologia, nem bandeira, não é os Estados Unidos que vai determinar o que nós produzimos e para quem nós vamos vender”. Segundo ele, a CNA procura “sempre se afastar de ideologias, de declarações de governos, seja de governos do Brasil, seja de outros países. Nós somos produtores rurais e precisamos exportar o que nós produzimos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *