Logo
Blog do PCO

Consumidor pensa mais antes de gastar

O percentual de consumidores de Belo Horizonte que faz planejamento financeiro subiu de 68,5%, em junho de 2017, para 69,6%, em dezembro, de acordo com a Pesquisa de Orçamento Doméstico, elaborada pela Fecomércio MG. O índice também ficou acima dos 62,2% apurados no mesmo mês de 2016. Entre querer e fazer, no entanto, a conversa é outra: apenas 25,8% conseguem seguir rigorosamente o que foi proposto. Mais de um terço das famílias (34,4%) não resiste aos atrativos das lojas e realiza compras por impulso. O economista da Federação, Guilherme Almeida (foto), observa que essa prática pode ser positiva, mas exige cautela, especialmente em um cenário de recuperação da economia. “Esse indicador tem trajetória crescente desde junho de 2016, quando passávamos por uma fase aguda de recessão. Nesse período, o comércio tem feito ações ativas, com grandes descontos e promoções, para captar essa demanda reprimida dos clientes. É interessante o consumidor ficar atento e aproveitar as oportunidades para adquirir algo já pretendido. Porém é fundamental avaliar se ele realmente tem capacidade para comprar”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *