Logo
Blog do PCO

Sem prejuízos

O projeto do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas para abrir o setor de cabotagem, o BR do Mar, não terá impacto negativo, segundo o ministro. Os caminhoneiros temem que a proposta reduza em até 40% o transporte de carga rodoviário de longa distância. Segundo Tarcísio de Freitas (foto), “o BR do Mar não vai retirar 40% do transporte rodoviário de cargas em longa distância. O projeto estima um crescimento de 800 mil TEUs (unidade equivalente a um contêiner) em 3 anos, o que equivale a cerca de 10 milhões de toneladas. Para efeito de comparação, o transporte rodoviário de cargas transporta hoje no Brasil cerca de 2 bilhões de toneladas. O crescimento da cabotagem estimado –e que não necessariamente se dará na substituição de modal por outro– não representa sequer 1% do que é movimentado por caminhões no Brasil”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *