Logo
Blog do PCO

Apelou, perdeu

É assim no convívio social, é assim na vida política. Ao participar de uma live na quarta-feira, o deputado Eduardo Bolsonaro (foto), deu mostras de destempero verbal e emocional e aparentou medo com a evolução política no país com a simples sinalização de que Lula poderá participar, como candidatou ou apoiador, da sucessão de 2022. Ao atacar os que criticam o comportamento de seu pai, Jair Bolsonaro, presidente da República, na condução do combate à pandemia do coronavirus, com uma postura negacionista, o deputado federal por São Paulo disse que o povo “deveria enviar no rabo as máscaras” cujo uso é recomendado pelos cientistas. Eduardo criticava a imprensa por cobrar o uso de máscara pelo presidente. O deputado, além de se mostrar desequilibrado e usuário de uma linguagem chula, coloca-se, assim como seu pai e irmãos, contrário a orientação do próprio governo. Na peça publicitária de volta às aulas, em que procura se mostrar atento aos problemas da população, o governo recomenda às crianças o uso da máscara. No rosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *