Logo
Blog do PCO

Banco Rural atrapalha investigação envolvendo Aécio

Notícia que circula na internet diz que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, determinou a quebra do sigilo bancário e fiscal do senador Aécio Neves (PSDB) e de pessoas ligadas a ele. A decisão é um desdobramento de investigações relacionadas à ligação de Aécio com o grupo J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, e da mala de dinheiro filmada com seu primo Frederico Pacheco. A pesquisa inclui o Rural, banco envolvido no escândalo do Mensalão e atualmente em liquidação extrajudicial. Os responsáveis pela instituição informaram ao STF que, devido a esta situação, falta pessoal para fazer o apanhado conforme determinou o ministro e pediu mais prazo para dar conta da tarefa. Mello, após consultar a Procuradoria-Geral da República, concedeu 120 dias. Marco Aurélio de Mello (foto) também determinou a liberação de informações bancárias de Aécio, sua irmã Andrea Neves e do primo entre janeiro de 2014 e maio de 2017 referentes ao Banco do Brasil, o Santander, o BNP Paribas, o Banco do Nordeste, e a Caixa Econômica Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *