Logo
Blog do PCO

Condenação de Lula movimenta redes sociais e acirra debate político na internet

A condenação do ex-presidente Lula (foto), a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pelo juiz Sergio Moro, foi o assunto mais comentados nas redes sociais. Memes e comentários começaram tão logo a informação da decisão foi divulgada. Um dos primeiros a se manifestar foi o prefeito de São Paulo, João Doria, que postou “A Justiça foi feita. O maior cara de pau do Brasil foi condenado a 9 anos e meio de cadeia”. O governador de Minas, Fernando Pimentel, usou o Twitter e o Facebook para defender Lula. “Continuo confiando na justiça. Um processo isento vai se encarregar de mostrar a verdade: a inocência do presidente Lula #Lulainocente”. Roberto Jefferson, o delator do mensalão ironizou dizendo que apostava em 10 anos de prisão e postou que “Lula institucionalizou a corrupção, fez da distribuição de propinas uma política de Estado. Está pagando o preço de sua invenção. Viva Moro”. Alguns petistas radicalizaram nas críticas A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT postou que “Sergio Moro prestou contas aos meios de comunicação e a opinião pública que formou contra Lula. Condenou sem provas! Vergonhoso”. O senador Lindberg Farias postou que “com a sua sentença cínica, Moro colabora com a mídia e arruma assunto para que a reforma trabalhista e Temer desapareçam do noticiário”. Ontem mesmo as lideranças petistas começaram a articular uma reação visando pressionar o Tribunal Regional Federal do Rio Grande do Sul, que deverá julgar o recurso do ex-presidente. O objetivo é que a sentença do Juiz Moro seja confirmada, o que transformaria Lula em “ficha suja”, impedindo a sua candidatura no ano que vem. A cúpula do partido não esconde a preocupação com a sentença envolvendo o sítio de Atibaia, que o ex-presidente continua negando ser de sua propriedade. Os dirigentes petistas admitem que as provas referentes ao sítio são bem mais robustas do que as do triplex. Também ontem procuradores do Ministério Público Federal anunciaram que pretendem recorrer ao TRF para tentar aumentar a pena imposta ao ex-presidente. Para o MPF pena foi muito branda.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *