Logo
Blog do PCO

O discurso de ódio e desprezo ao Judiciário da presidente do PT

O que pretendeu a presidente do PT, Gleise Hoffmann (foto), ao declarar que, para “para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar”? Que tipo de responsabilidade política tem a senadora para tentar insuflar a militância petista, seguindo na mesma linha do ex-ministro José Dirceu, que chamou de “dia da revolta”, o dia do julgamento de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, na próxima quarta-feira. A única conclusão que se pode tirar é de que essas não são pessoas sérias, não gostam do Brasil e desprezam os brasileiros e as instituições, que só servem para elas quando agem na defesa de seus interesses. Só para lembrar, o TRF-4 já esclareceu que mesmo se mantida a condenação de Lula, ele poderá recorrer em liberdade. Com essa manifestação de ódio, o PT não divide o país. Ele se isola e fica a cada dia mais refém dele mesmo. Um triste destino para um partido que surgiu com a bandeira da ética. Parece que muitos petistas, a começar da presidente da legenda, perderam essa aula e a compostura.

 

Enrolada na Lava jato

Mais do que isto, a presidente do PT, Gleisi Hofmann, também enrolada na Lava Jato, anda dizendo para prender Lula, a Justiça terá que prender muita gente que está solta, inclusive ela.Diz ainda que, mesmo condenado na Justiça Federal, Lula será lançado candidato pelo PT pois quem decide registro de candidatura é o Tribunal Superior Eleitoral. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *