Logo
Blog do PCO

Romero Jucá nega que o Ministério da Segurança Pública irá enfraquecer a Polícia Federal

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), negou nessa quinta-feira que a criação do Ministério da Segurança Pública tenha o objetivo de enfraquecer a Polícia Federal, que deixaria de ficar subordinada ao Ministério da Justiça para ficar sob o comando da nova pasta. “Na hora que se criar o ministério, os órgãos que dizem respeito à segurança deverão estar engajados neste ministério. As questões de Justiça continuariam a ser tratadas pelo Ministério da Justiça. Nós estamos falando de ações de repressão, investigação e informação no tocante à segurança pública. Portanto, a PF tem dois papéis, o de polícia judiciária e de segurança pública, para intervenção direta pró-segurança. Esses papeis são distintos e teriam áreas distintas de atuação”, disse o senador, em entrevista no Congresso Nacional. Segundo ainda Jucá, a discussão sobre segurança pública não diz respeito às declarações relacionadas ao inquérito da Justiça. De acordo com o líder, ainda não há uma definição de Temer sobre a criação do ministério, mas as especulações dão conta de que a Medida Provisória que cria o novo ministério já estaria pronta. Fala-se até que os nomes mais cotados para o cargo seriam o ex-secretário de Segurança do Rio de Janeiro e criador das UPPs, José Mariano Beltrame, e o atual ministro da Defesa, Raul Jungmann. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *