Logo
Blog do PCO

Senadores investigados na Lava Jato podem perder foro privilegiado

Os eleitores podem definir nessas eleições se mantém ou não o foro privilegiado a 23 senadores envolvidos na operação Lava Jato. O foro privilegiado garante a parlamentares, presidente e ministros julgamento somente no Supremo Tribunal Federal. Neste ano, 54 senadores terminam os seus mandatos de oito anos e se não forem reeleitos passam a responder judicialmente em instâncias inferiores. Quase metade dos senadores disputará as eleições são investigados na Lava Jato, a começar pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE); do líder do governo e presidente do PMDB, Romero Jucá (RR); do líder do PT, Lindbergh Farias (RJ) e do líder da minoria; Humberto Costa (PT-RJ). O ex–presidentes da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Jader Barbalho (PMDB-PA) e Edison Lobão (PMDB-MA) também são investigados na Lava Jato e terão que enfrentar as urnas neste ano, assim como o mineiro Aécio Neves (foto), do PSDB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *