Logo
Blog do PCO

Um ministério para cuidar da segurança pública

O presidente Michel Temer (foto) anunciou nesse sábado, um dia após assinar decreto de intervenção federal, que confia ao Exército o comando das forças de segurança do estado do Rio de Janeiro, em meio a uma explosão de casos de violência, a criação do ministério da Segurança Pública. “Não vamos parar por aí. Semana que vem quero criar o Ministério Extraordinário da Segurança Pública para coordenar os esforços de segurança pública”, afirmou Temer em um breve discurso que se seguiu a uma reunião no Palácio Guanabara, sede do governo estadual, com a presença do governador Luiz Fernando Pezão e de ministros para definir as linhas gerais do novo dispositivo de segurança no estado. Esta nova pasta, cuja criação havia sido cobrada nos bastidores durante vários dias, será uma espécie de ministério do Interior, agregando as forças de Polícia que no Brasil são descentralizadas e sob a autoridade de cada estado da federação. Inédito desde o fim da ditadura militar (1985), o decreto de intervenção, assinado na sexta-feira, outorga o controle das forças de segurança do Rio ao comandante militar do Leste, general Walter Souza Braga Netto, diretamente subordinado ao presidente Temer. O general Braga Netto, que também esteve presente na reunião desse sábado, comandou o dispositivo de segurança mobilizado durante os Jogos Olímpicos do Rio-2016. “Seria intolerável continuar a situação que está aqui no Rio de Janeiro porque ela cria também um problema nos outros estados. É preciso proteger os mais vulneráveis e, para isto, precisamos unir nossos esforços”, acrescentou Temer, que na véspera havia comparado o crime organizado a uma “metástase que se espalha pelo país”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *