Logo
Blog do PCO

O sonho da casa própria

O empresário Rubem Vasconcelos (foto), dono da Patrimóvel, disse no segundo bloco da live Mercado Imobiliário, acreditar em um novo ciclo no setor. Segundo ele, após uma crise que já dura cinco anos e que tem uma demanda reprimida, a situação está se revertendo. Os juros baixos praticados no país, despertaram o desejo do brasileiro, que por natureza, quer ser proprietário. O brasileiro segundo ele, quer morar em casa, quer mais varanda e escritório no apartamento, uma exigência desse período em que o home office tornou-se uma necessidade. Mas alerta que é preciso que esse crescimento seja responsável. O momento, segundo ele, é o da casa própria, dos imóveis residenciais. Os imóveis comerciais irão demorar um pouco mais. Ele lembra de quando decidiu por um dos seus maiores empreendimentos, o Alphaville, vendido em tempo recorde.

Desejos do brasileiro 

Para atender a demanda desejada pelo brasileiro, o CEO da Turano Construtora, Guilherme Turano, se adiantou, e mesmo antes da pandemia da Covid-19, já colocava no mercado um novo conceito de construção, mais eficiente, moderno e com serviços agregados. Ele chegou a temer o que estava por vir, quando no início do ano passado o setor teve uma paralisação de quase 100% devido a pandemia. Mas essa situação durou pouco e a procura pelos seus imóveis aumentou substancialmente e “nuca tivemos tanta procura por imóveis. De repente, vimos nossos imóveis sumirem. Vendemos tudo”. Mais uma vez, os juros baixos ajudaram a impulsionar o setor. Essa procura o estimulou a buscar outros mercados, como Belo Horizonte, onde já está analisando o mercado e lembra que a construção é um dos principais players para a retomada do crescimento e do emprego. O sócio diretor da Só Mansões e da Solar Global, Paulo Nélio, falou que uma das caraterísticas do isolamento social foi justamente a busca por casas maiores, com áreas de lazer. A sua empresa, que tem uma rede de relacionamento com mais de 20 mil seguidores, procura agradar e fornecer as informações exatas do imóvel que o cliente está adquirindo. Ele afirma que o seu negócio “é ajudar as pessoas a serem felizes. Estamos vendendo um sonho, o da casa própria.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *