Logo
Blog do PCO

Jogo Aberto

*O ministro da Economia, Paulo Guedes (foto), participará na próxima terça-feira (15), às 9h, do Painel Telebrasil 2020, no qual fará a palestra “Reformas e o futuro da economia brasileira no pós-pandemia”. Também participarão como palestrantes o presidente da Claro Brasil, José Félix; o CEO da Huawei do Brasil, Sun Baocheng; e o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa.

 

*A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou em comunicado ontem que Raphael Moura será o novo diretor-geral interino a partir de 14 de setembro. Moura, atual superintendente de Segurança Operacional e Meio Ambiente, vai substituir José Gutman no cargo.

 

*“Se o arroz está caro, comam macarrão!”, sugeriram os donos de supermercados que se reuniram na quarta-feira (9), em Brasília, com o presidente Jair Bolsonaro. A proposta, que teria partido do presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abas), João Sanzovo Neto, mas é bom lembrar que a história mostra que propostas deste tipo são perigosas. Basta lembrar a famosa frase que teria sido dita por Maria Antonieta ao saber que povo miserável que não tinha pão para comer: “Se não tem pão, que comam brioches”. Deu no que deu….

 

*Nesta sexta-feira (11), a Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), presidida por Ronaldo Scucato, completa 50 anos de atuação em prol do cooperativismo mineiro. Atualmente, com cerca de 800 cooperativas registradas e adimplentes e quase 2 milhões de cooperados, a entidade é formada pelo Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), órgão de representação política, sindical-patronal e de defesa do cooperativismo no Estado; e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Minas Gerais (Sescoop-MG), responsável pelas atividades de formação profissional, monitoramento e promoção social das diversas cooperativas de Minas.

 

*As vendas no varejo no Brasil cresceram 5,2% em julho na comparação com junho, mostrou nessa quinta-feira (10) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o terceiro mês consecutivo de crescimento e sinaliza a retomada econômica do setor. A expectativa mediana dos economistas era de alta de 1,3% conforme o consenso da Bloomberg, contra alta de 8,5% em junho, em dado revisado. Na comparação anual, a alta foi de 5,5%, enquanto a estimativa era de crescimento de 2,4%.

 

*O mercado de luxo foi pego de surpresa com a notícia de que pode não vingar a maior aquisição do segmento na história da moda. Em comunicado, o grupo LVMH, que detém as marcas Christian Dior, Hermés, Louis Vuitton e Fendi, anunciou que não “será capaz” de concluir a aquisição da tradicional joalheria americana Tiffany & Co. A aquisição pelo grupo francês da joalheria americana foi anunciada em novembro de 2019 por US$ 19,2 bilhões. Segundo o grupo LVMH, “uma sucessão de eventos prejudicam a aquisição da joalheria”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *