Logo
Blog do PCO

O projeto político da família Newton

A eleição de Maria Lúcia Cardoso (foto), MDB, para a prefeitura de Pitangui pode ser o primeiro passo de um projeto maior que envolve o deputado federal Newton Cardoso Júnior. O atual presidente regional do MDB sonha em alçar voos mais altos, como a disputa ao governo de Minas. A união da família é importante nesse processo, mesmo que o ex-governador Newton Cardoso queira que o filho refaça o seu caminho, começando pela prefeitura de Contagem. Maria Lúcia entende que Newtão ainda tem muita influência na política mineira e observa que Newtinho tem seu próprio projeto político.

A sua campanha foi de união da família em torno da sua candidatura?

Na verdade, nós somos unidos, temos questões que às vezes são polêmicas, mas são sanadas e hoje somos uma família mais unida do que fomos no passado.

Esse distanciamento ajudou a entender melhor um ao outro?

Com certeza. O distanciamento amadurece, faz com que se enxergue as pessoas e até o mundo de forma diferente.

Qual foi a participação do ex-governador Newton Cardoso na sua campanha?

Ele foi o maior incentivador da minha campanha. Foi uma pessoa que esteve o tempo todo à frente da minha campanha. Foi para as ruas, povoados, comícios em praça pública, para as carreatas, participou de tudo.

Daqui para frente, qual o seu projeto para a cidade?

Pitangui é uma cidade que é a sétima vila do ouro na história da cidade de 305 anos. Sou a primeira mulher eleita prefeita do município, que tem situações complicadas a serem resolvidas em quase todas as áreas. Uma delas é a saúde, devido a pandemia. Uma pandemia também nas contas públicas, no saneamento básico, no desemprego que está instalado na cidade. Tenho aqui um desafio muito grande para os próximos quatro anos.

Fazer política hoje é diferente?

Está diferente sim. Se olhar pelo lado das leis, da Lei Orçamentária, da Lei de Diretrizes Orçamentárias, das organizações, hoje há uma responsabilidade muito grande dos gestores para que se possa administrar e fazer uma administração verdadeira, dentro da moralidade. Por outro lado, o nome vale muito. As pessoas votam no nome, não no partido. Em Pitangui ainda é assim.

Os partidos perderam a importância?

Os partidos não perderam a importância, ainda tem nuances de que o eleitor olha primeiro a pessoa, ela elege primeiro a pessoa, depois é que vai ver as propostas do partido. É claro que hoje temos partidos que foram importantes no passado e que hoje enfrentam o desgaste, que é normal da política e estão se reinventando para ter a credibilidade de volta. Não vou citar quais, mas foram vários os partidos que perderam muito, perderam muita credibilidade ao longo dos anos.

A partir da sua eleição, há um projeto maior em torno no nome do ex-governador Newton Cardoso?

O Newton pai é um grande conselheiro, uma grande figura pública no cenário de Minas, um ex-governador, um ex-prefeito, um ex-deputado. Hoje ele é um empresário que está à frente dos seus negócios e preparando os filhos, para cada um assumir um lugar e na política é um grande conselheiro. Em Pitangui ele influenciou na minha campanha em 45%. Isso é um percentual muito grande, ele tem muita influência ainda. Mas ele não volta para a política, não disputa nenhum mandato não.

E o Newton Cardoso Filho?

O Newtinho é um jovem de 40 anos. Ele está no seu segundo mandato de deputado federal e ele não quer encerrar a carreira política dele como deputado. Ele tem a carreira política dele e vai trabalhar e se credenciar para outro cargo futuramente.

Isso já para 2022?

Já em 2022. Ele vai se credenciar, porque ninguém cai de paraquedas em nada. Tudo é uma construção e política é uma grande construção.

Ele pretende disputar o governo de Minas?

Ele está se credenciando para um cargo futuro aí, à oportunidade que o partido apresentar, que o partido der a ele, dentro do que ele construir. Ele, possivelmente, vai levar ao povo de Minas a sua proposta, o seu projeto e tentar se credenciar a um cargo. Por que não o governo de Minas?

O fato de ele estar à frente do MDB em Minas ajuda nesse projeto?

O MDB continua sendo o maior partido do país. Minas Gerais é o estado onde o MDB fez mais prefeituras e vereadores e, como presidente, ele teve um trabalho muito árduo nesse ano e nos últimos anos. Ele trabalhou primeiro na convenção do partido, onde se elegeu presidente do MDB de Minas e nesse ano ele viajou incansavelmente por Minas Gerais inteira, trabalhando e ajudando os seus correligionários do MDB a se elegerem.

Esse trabalho será a partir de Pitangui?

Pitangui foi para ele uma grande vitória.  Eu fui candidata na cidade há oito anos, com 90% de aprovação e renunciei. Eu ainda tinha filhos que estavam na faculdade e não estava totalmente livre para fazer o papel que farei hoje como prefeita, que é o de trabalhar incansavelmente e dedicar meu tempo a Pitangui. Meu vice era o atual prefeito. Era quase unanimidade na cidade. Foi uma vitória importante. Isso me dá uma responsabilidade maior e as esperanças dobraram e eu volto para atender todo anseio da população.

One thought on “O projeto político da família Newton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *